Em tiroteio de dicas, é melhor proteger a cabeça

art-1982098_1280

Dicas para emagrecer, engordar, cozinhar, lavar, passar, dobrar, enriquecer, viajar, estudar, comprar, namorar, investir, cuidar de crianças, escrever, criar conteúdo, fazer vídeos, maquiagens, depilação, cortes de cabelo, moda, conseguir mais clientes, gerar leads, e por aí vai. Dou algumas dicas eventualmente, sigo várias, e dá super certo!

No meio de todo esse tiroteio de dicas que recebemos diariamente, principalmente através das redes sociais, seguimos as que acreditamos que podem nos ajudar e não diferente do cuidado que temos com a nossa saúde, precisamos também dar uma atenção especial para a carreira profissional.

As redes sociais estão aí para facilitar a nossa vida, mas se você não tiver um filtro e começar a seguir tudo quanto é dica para um mesmo objetivo, você corre um sério risco de se frustrar. Vou pegar um exemplo muito comum. As dicas para emagrecer! Conheço pessoas que entram em uma dieta, começa a dar certo por algum tempo e quando começa a não mais surtir efeito, pulam para outra e para outra e no final, de nada valeu o sacrifício e até engordam mais.

Nem vou entrar no mérito de que dieta e exercício físico precisam de acompanhamento médico. Essa dica é boa e quase ninguém segue. rsrs Eu rio porque já fiz umas bobagens do tipo e sei muito bem como é, mas o que trago em pauta não é especificamente o assunto emagrecimento. Só dei este exemplo para ilustrar como podemos ser ingênuos em acreditar em tudo que se diz por aí.

Claro! Antes do advento da internet e das redes sociais, ouvíamos dicas por outros canais de comunicação ou através de pessoas próximas, mas você há de convir que o volume de informações hoje, está igual a um tiroteio. E se você preza pelo bom senso, vai proteger a cabeça, a mente.

Não frite os seus miolos!!

Coma ovo, não coma ovo, use óleo disso ou daquilo, não frite! Afff! Não frite os seus miolos!! O que eu quero dizer é que muitas dicas podem estar certas, mas se você as segue sem um filtro, sem consultar quem de fato entende do assunto, estará cometendo o mesmo engano de quem segue as dicas ruins, pela falta de critério.

Tenho conversado muito com minha parceira de negócios e mentora em mídias sociais sobre a avalanche de possibilidades estratégicas de marketing digital. São muito interessantes, mas nem todas serão úteis para mim ao mesmo tempo, pelo menos no presente momento. Daí a importância de ter foco e seguir um planejamento contínuo e crescente, orientado por profissional qualificado. Com o tempo você aprende a detectar e filtrar quais dicas são úteis e importantes, e quais profissionais vale a pena seguir.

Confesso que na minha área, a coisa está ficando cada vez mais chata. Sou obrigada a ouvir coisas do tipo: “Agora todo mundo é coach de alguma coisa”. Mas eu sigo de cabeça erguida, trabalhando com ética e ganhando credibilidade, justamente por não ficar tentando “enfeitar o pavão”.

Dicas de coaching por exemplo, são válidas para direcionar e inspirar o cliente, o leitor, o expectador ou um seguidor a fazer suas próprias escolhas, a trilhar seu próprio caminho. Diferente disso, é consultoria ou qualquer outro trabalho, menos coaching.

Se você costuma seguir dicas ocasionalmente, comece a estabelecer critérios com foco nos resultados que você deseja alcançar. Quer entender como funciona?

dicas para você ter foco e filtrar dicas de profissionais:

1)    Ao ler ou ouvir uma dica, pergunte-se antes de tomá-la como verdade: Este assunto é importante para mim neste momento e está de acordo com meus valores?;

2)    Pesquise sobre o profissional, busque referências, observe sua postura e se possível converse com quem o segue ou já foi atendido por ele;

3)    Depois de filtrar informações e comprar a ideia do profissional, procure seguir a dica como está sendo ensinada, sem desvios. Assuma responsabilidade pela sua decisão. Se não funcionar para você, não quer dizer que não funcionou para outros.

A questão aqui é avaliar se a dica é válida para você ou não. O que não vale é ficar falando mal do profissional por aí, gratuitamente.

Um dia desses li um comentário em uma página no Facebook onde a pessoa reclamava de um atendimento, acrescentando ofensas e citando nomes. Para a surpresa dela, nem todos a apoiaram e ela mesma acabou sofrendo críticas pela forma que usou as palavras. Eu continuo pensando que as pessoas precisam aprender a trocar as reclamações, os “mi mi mis” por feedbacks que contribuam para uma rede social mais gentil e educada. Isso não é ser fofo(a), é ter postura, concorda?

Volto a dizer que há dicas bem legais por aí, mas se eu fosse seguir todas que chegam na minha caixa de e-mails e na minha timeline, perderia o foco e ficaria andando em círculos. Prefiro proteger minha mente filtrando o que de fato pode ser interessante para mim ou para a minha carreira.

Você gostou deste artigo? Fique à vontade para compartilhar.

Se você ainda não conhece, quer saber um pouco mais sobre coaching e deseja dar um up grade na sua carreira conhecendo ferramentas de coaching, te convido a conhecer meu projeto Future-se na Carreira com a estratégia do Mapa F10 no curso que vou ministrar na ESPM do Rio em parceria com a Laíze Damasceno, autora do livro e do projeto Marketing de Gentileza, palestrante e consultora de mídias digitais.

Confira: http://www2.espm.br/cursos/espm-rio/marketing-pessoal-digital-destaque-se-nas-midias-sociais-com-estrategias-de-conteudo

Será um prazer te encontrar lá!

Sucesso e um forte abraço,

Ghislaine Sandri

Coach de Carreira – Future-se Coaching

Ghislaine Sandri

About Ghislaine Sandri

Diretora da Future-se, Personal & Professional Coach membro da Sociedade Brasileira de Coaching (SBC). Formada em Turismo, com especialização em Marketing, tem vivência como líder nas áreas administrativa, marketing e hotelaria e é apaixonada por temas como: Desenvolvimento Humano, Gestão de Pessoas, Comportamento, Coaching, Liderança e Endomarketing.

Leave a Reply